Ecoeficiência é tema de palestra do inpEV durante workshop da Abag - Notícias - inpEV
Saiba Mais

Ecoeficiência é tema de palestra do inpEV durante workshop da Abag

Apresentação acontece em parceria com Fundação Espaço ECO®, consultoria responsável pelo estudo de ecoeficiência do Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas)

Desde 2008, a Fundação Espaço ECO® (FEE®) é a responsável por realizar o estudo de ecoeficiência do Sistema Campo Limpo, que mensura os benefícios ambientais e econômicos da correta destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas, realizada no Brasil desde 2002, ano de criação do programa brasileiro de logística reversa do material. A importância da realização deste estudo e os resultados constatados pelo trabalho da Fundação são tema de palestra durante workshop a ser realizado dia 08 de agosto pela Abag (Associação Brasileira do Agronegócio), em São Paulo.

“Hoje, o Brasil é referência mundial ao encaminhar para reciclagem ou incineração 94% das embalagens plásticas primárias de defensivos agrícolas, e medir os impactos deste processo é essencial para que seja possível materializar em números os benefícios da implantação da lei que deu origem ao Sistema Campo Limpo e a continuidade desta política”, comenta Renata Nishio, coordenadora de Projetos do inpEV.

De acordo com Renata e Juliana Silva, gerente de Sustentabilidade Aplicada da Fundação Espaço ECO®, para a estruturação do estudo, que está em sua nona edição, a Fundação utilizou a ferramenta de Análise de Ecoeficiência para avaliar os impactos ambientais e econômicos – com a mesma importância - de todo o processo de recebimento das embalagens vazias de defensivos agrícolas. Foram contabilizados os impactos da energia utilizada em todas as centrais de recebimento e processamento das embalagens, o combustível utilizado no transporte logístico, e as emissões provenientes da destinação correta das embalagens (reciclagem ou incineração). Também foram consideradas categorias como emissões, consumo de recursos naturais e custos da cadeia.

No último estudo realizado para o Sistema Campo Limpo, em 2016, constatou-se que medidas como a adoção do frete de retorno – o caminhão que transporta defensivos agrícolas da indústria fabricante para as revendas é usado, na viagem de volta, para levar para o destino correto as embalagens vazias devolvidas nas unidades de recebimento evitaram a emissão de 572 mil toneladas de CO2e (gás carbônico equivalente) desde seu início em 2002.

O estudo confirmou ainda que a economia de energia possibilitada pela existência do programa brasileiro de logística, desde 2002, é de cerca de 24 bilhões de MJ, equivalente ao abastecimento de mais de 2 milhões de casas durante um ano. “A destinação adequada evitou também a geração do equivalente a 10 anos de resíduos produzidos por um município de 500 mil habitantes. Também permitiu a economia de recursos naturais, evitando a extração de cerca de 2,6 bilhões de barris de petróleo”, destaca Renata.

“O princípio ‘só se pode gerenciar aquilo que pode ser medido’ é o que norteia a aplicação da ferramenta de Avaliação de Ciclo de Vida, que compara produtos, serviços e processos, considerando os aspectos econômicos, ambientais e sociais mensurando os impactos desde a extração das matérias-primas até o pós-uso dos produtos”, finaliza Juliana, da Fundação.

A Fundação Espaço ECO® atua como consultoria para sustentabilidade, desenvolvendo projetos customizados para organizações medirem e compreenderem impactos ambientais, sociais e econômicos de seus produtos e processos com base no pensamento de Ciclo de Vida. A organização oferece conhecimento para cocriar soluções para uma sociedade em constante evolução, visando apoiar os gestores em suas decisões estratégicas e conscientizar os cidadãos em suas escolhas. Assim, facilita os negócios, otimizando a utilização dos recursos, reduzindo custos, diferenciando produtos, agregando valor à marca e conquistando reconhecimento do mercado. Também desenvolve e implementa projetos de valorização da diversidade, soluções para apoiar certificações e protocolos de sustentabilidade, projetos de conservação ambiental e na concepção e mensuração de impacto de projetos socioambientais. A entidade é qualificada como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e reinveste seus recursos no financiamento de novos estudos, pesquisas e ações que beneficiam toda a sociedade.

Sobre o inpEV

Há 15 anos, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo

O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br, no Facebook, Youtube e Instagram.

Mais informações:

Daniela Mesquita | Executiva de Atendimento
daniela.mesquita@ogilvy.com
T +55 11 3039-0136
Ogilvy PR Brasil | São Paulo


Fonte:



  • Av. Roque Petroni Júnior, 850 - Torre Jacerú - 18º andar
    CEP: 04707-000 | Brooklin - São Paulo - SP
  • Fone:
    55 11 3069.4400
  • © 2013 inpEV - Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias / Todos os direitos reservados.