Logística reversa no campo é tema de palestra durante Simpósio de Defensivos

Sistema Campo Limpo será apresentado como exemplo de boa prática agrícola

O Sistema Campo Limpo, programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, será apresentado durante o II Simpósio sobre Defensivos Agrícolas, evento que tem por objetivo disseminar conhecimento e boas práticas agrícolas para profissionais do agronegócio, especialmente para aqueles que atuam no segmento de defensivos. O evento acontece em Piracicaba (SP) nos dias 23 e 24 de maio.

O gerente de Logística do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) Mario Fujii, leva para o debate o modelo do Sistema Campo Limpo como exemplo de prática que contribui com uma agricultura mais sustentável e também como modelo de economia circular, uma vez que o ciclo de vida das embalagens é fechado dentro do próprio Sistema. “O Brasil se tornou referência mundial na destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas por conta do engajamento de todos os elos da cadeia produtiva no que diz respeito à correta destinação do material. Além de ser um excelente exemplo de boa prática agrícola, tem se consolidado também como um modelo de economia circular ao fechar o ciclo de vida das embalagens pós-consumo de agrotóxicos”, detalha Fujii. Hoje o Brasil dá destinação ambientalmente correta para 94% das embalagens plásticas primárias pós-consumo de agrotóxicos.

O gerente de Logística do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) Mario Fujii, leva para o debate o modelo do Sistema Campo Limpo como exemplo de prática que contribui com uma agricultura mais sustentável e também como modelo de economia circular, uma vez que o ciclo de vida das embalagens é fechado dentro do próprio Sistema. “O Brasil se tornou referência mundial na destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas por conta do engajamento de todos os elos da cadeia produtiva no que diz respeito à correta destinação do material. Além de ser um excelente exemplo de boa prática agrícola, tem se consolidado também como um modelo de economia circular ao fechar o ciclo de vida das embalagens pós-consumo de agrotóxicos”, detalha Fujii. Hoje o Brasil dá destinação ambientalmente correta para 94% das embalagens plásticas primárias pós-consumo de agrotóxicos.

A palestra do inpEV será no dia 23 de maio, às 16h45.

Sobre o inpEV

Há 16 anos, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo

O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração. Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br, no Facebook, Youtube e Instagram.

Informações para a imprensa:
Ogilvy | PR & Influence - Daniela Mesquita – Tel.: 11 3024-9324 | E-mail:
daniela.mesquita@ogilvy.com


Fonte: