Amapá ganha primeiro posto de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos

Unidade instalada em Macapá tem capacidade de receber anualmente 80 toneladas do material e consolida presença do Sistema Campo Limpo em todo território nacional

O Estado do Amapá acaba de ganhar o primeiro posto de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas. A unidade, que fica em Macapá, entrou em operação hoje, 20 de fevereiro, sob a gestão da Aridap (Associação de Revendedores de Insumos e Defensivos Agrícolas no Estado do Amapá) e tem capacidade para receber anualmente 80 toneladas do material. Com isso, o Sistema Campo Limpo, programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, registra presença física em todo território nacional.

"O agricultor deve agendar, exclusivamente por telefone, data e hora para entregar as embalagens, que devem ser sempre levadas com as tampas e rótulos. Ele recebe o comprovante de devolução e precisa guardá-lo, para fins de fiscalização, por um ano", explica Ana Telma Soares, coordenadora regional de Operações do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias). O instituto é o núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas.

A implantação da unidade de recebimento segue as normas da Lei nº 9.974/00, que disciplinou a logística reversa desse material e estabeleceu responsabilidades compartilhadas entre agricultores, canais de distribuição, indústria e poder público. De acordo com a lei, cabe ao setor de comercialização indicar ao agricultor, na nota fiscal de venda, o local onde as embalagens vazias devem ser devolvidas. A lei disciplina ainda que as empresas fabricantes devem responsabilizar-se pela logística reversa e destinação final ambientalmente correta. "E isso acontece por meio do inpEV, que representa a indústria fabricante e realiza o transporte do material das unidades de recebimento até o destino final", destaca Ana Telma.

Para agendar o horário de devolução, é necessário ligar para o número (96) 9 9140-5538. O posto fica localizado na BR-156 – KM-35 – Lote 35 – Comunidade Rural Coriland, Macapá – AP. O atendimento acontece de segunda, quarta e sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. O material recebido na unidade será encaminhado para a central de recebimento de embalagens vazias de Paragominas, no Pará. De lá, será enviado para reciclagem ou incineração.

Sobre o inpEV
Há 17 anos, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo
O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br, no Facebook, Youtube e Instagram.

Informações para a imprensa:
Ogilvy PR – Daniela Mesquita
T.: 11 3024-9324 | M.: 11 9.6644-7939
E-mail: daniela.mesquita@ogilvy.com


Fonte: