ENTREVISTA

Ações de conscientização em rota ascendente

Cresce o número de pessoas atingidas por iniciativas educativas do inpEV

Uma das bases de atuação do inpEV é a promoção de iniciativas focadas em disseminar a importância da conservação ambiental e a conscientização de cada elo da cadeia sobre suas responsabilidades no Sistema. O instituto investe continuamente e colhe bons resultados de ações como o Dia Nacional do Campo Limpo, Programa de Educação Ambiental Campo Limpo (PEA) e Educação a Distância (EAD).  Nesta entrevista, Maria Helena Zucchi Calado, gerente de Sustentabilidade do inpEV, destaca os principais números deste ano.

Maria Helena Zucchi Calado, gerente de Sustentabilidade do inpEV

No final de mais um ano de grandes iniciativas do inpEV, como avalia a evolução das ações educativas do instituto?

Implementar ações de educação e conscientização sempre esteve presente na pauta do inpEV e é considerado um dos fatores críticos do seu sucesso. As ações são planejadas de modo a reforçar e sedimentar o conteúdo das mensagens, fazendo com que mais pessoas sejam envolvidas e se engajem com a causa da responsabilidade ambiental e do cuidado com as gerações futuras.

Quais considera os destaques de 2018?

As ações são planejadas de modo a reforçar e sedimentar o conteúdo das mensagens, fazendo com que mais pessoas sejam envolvidas e se engajem com a causa da responsabilidade ambiental e do cuidado com as gerações futuras.

Maria Helena Zucchi Calado

O Dia Nacional do Campo é um grande sucesso e reflete os esforços de todo o Sistema Campo Limpo. Em 2018, 107 centrais mobilizaram 77 mil pessoas, entre participantes da cadeia agrícola, estudantes, poder público, comunidades do entorno das centrais e a sociedade em geral em atividades educacionais e comemorativas, em todo o Brasil.

 

O PEA (Programa de Educação Ambiental Campo Limpo) continua sua trajetória bem-sucedida com o tema “Resíduos Sólidos: responsabilidades compartilhadas”. Destinado a alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, em 2018 teve a participação de 231 mil alunos, 2.462 escolas de 298 municípios brasileiros.

 

Outro destaque foi o “Desafio Universitário inpEV”, implementado em parceria com a Enactus que levou o EAD (ensino a distância) do Sistema Campo Limpo – disponível no site do inpEV – para mais de 10 mil estudantes universitários no Brasil.

Os resultados refletem o cumprimento da missão do instituto de educar e conscientizar os envolvidos na cadeia agrícola?

Os resultados de 2018 são muito expressivos e, além de refletir nossa responsabilidade com a educação e conscientização dos elos da cadeia agrícola, traduzem nosso compromisso de divulgar boas práticas para toda a sociedade.

Quais os maiores desafios para a área em 2019?

Manter a excelência das ações e buscar conteúdos inovadores, motivando continuamente todos os integrantes do Sistema Campo Limpo para ações de educação e conscientização.

Como os envolvidos no Sistema podem aperfeiçoar suas ações para disseminar ainda mais as mensagens de conscientização?

É importante que todos os participantes do Sistema Campo Limpo tenham consciência de que cada ponto de contato, cada conversa, cada oportunidade de interação pode se traduzir em uma ação de educação direcionada não só para os integrantes do Sistema, mas para toda a sociedade. Os especialistas dizem que educar é dar exemplo e nosso Sistema é um grande exemplo de logística reversa e economia circular, para o Brasil e para o mundo. Ao retirar do meio ambiente – e dar a destinação ambientalmente adequada – a quase 500 mil toneladas de embalagens, o Sistema Campo Limpo educa pelo exemplo.

VEJA TAMBÉM NESTA EDIÇÃO

79
79

Ações de conscientização em rota ascendente

Ações de conscientização em rota ascendente

Uma das bases de atuação do inpEV é a promoção de iniciativas focadas em disseminar a importância da conservação ambiental e a conscientização de cada elo da cadeia sobre suas responsabilidades no Sistema. O instituto investe continuamente e colhe bons resultados de ações como o Dia Nacional do Campo Limpo, Programa de Educação Ambiental Campo Limpo (PEA) e Educação a Distância (EAD).  Nesta entrevista, Maria Helena Zucchi Calado, gerente de Sustentabilidade do inpEV, destaca os principais números deste ano.

No final de mais um ano de grandes iniciativas do inpEV, como avalia a evolução das ações educativas do instituto?

Implementar ações de educação e conscientização sempre esteve presente na pauta do inpEV e é considerado um dos fatores críticos do seu sucesso. As ações são planejadas de modo a reforçar e sedimentar o conteúdo das mensagens, fazendo com que mais pessoas sejam envolvidas e se engajem com a causa da responsabilidade ambiental e do cuidado com as gerações futuras.

Quais considera os destaques de 2018?

O Dia Nacional do Campo é um grande sucesso e reflete os esforços de todo o Sistema Campo Limpo. Em 2018, 107 centrais mobilizaram 77 mil pessoas, entre participantes da cadeia agrícola, estudantes, poder público, comunidades do entorno das centrais e a sociedade em geral em atividades educacionais e comemorativas, em todo o Brasil.O PEA (Programa de Educação Ambiental Campo Limpo) continua sua trajetória bem-sucedida com o tema “Resíduos Sólidos: responsabilidades compartilhadas”. Destinado a alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, em 2018 teve a participação de 231 mil alunos, 2.462 escolas de 298 municípios brasileiros.Outro destaque foi o “Desafio Universitário inpEV”, implementado em parceria com a Enactus que levou o EAD (ensino a distância) do Sistema Campo Limpo – disponível no site do inpEV – para mais de 10 mil estudantes universitários no Brasil.

Os resultados refletem o cumprimento da missão do instituto de educar e conscientizar os envolvidos na cadeia agrícola?

Os resultados de 2018 são muito expressivos e, além de refletir nossa responsabilidade com a educação e conscientização dos elos da cadeia agrícola, traduzem nosso compromisso de divulgar boas práticas para toda a sociedade.

Quais os maiores desafios para a área em 2019?

Manter a excelência das ações e buscar conteúdos inovadores, motivando continuamente todos os integrantes do Sistema Campo Limpo para ações de educação e conscientização.

Como os envolvidos no Sistema podem aperfeiçoar suas ações para disseminar ainda mais as mensagens
de conscientização?

É importante que todos os participantes do Sistema Campo Limpo tenham consciência de que cada ponto de contato, cada conversa, cada oportunidade de interação pode se traduzir em uma ação de educação direcionada não só para os integrantes do Sistema, mas para toda a sociedade. Os especialistas dizem que educar é dar exemplo e nosso Sistema é um grande exemplo de logística reversa e economia circular, para o Brasil e para o mundo. Ao retirar do meio ambiente – e dar a destinação ambientalmente adequada – a quase 500 mil toneladas de embalagens, o Sistema Campo Limpo educa pelo exemplo.