Voltar ao Site Principal

MAIO JUNHO 2020

Centrais adotam cuidados especiais no recebimento para operar com segurança

Condições de trabalho nas centrais de recebimento evitam risco de contágio por coronavírus.

EM MOVIMENTO

O inpEV está avaliando em tempo real todas as mudanças de cenário (...) para garantir que o Sistema Campo Limpo siga em funcionamento de forma efetiva e segura

João Cesar M. Rando

Sistema Campo Limpo age com rapidez para ajudar a combater a covid-19

Unidades operam com 50% da capacidade por 30 dias, mas retomam o funcionamento normal após criteriosa avaliação

A busca por manter a excelência da operação sem se descuidar da saúde e da segurança das pessoas é uma marca da atuação do Sistema Campo Limpo. Por isso, o inpEV procurou agir rapidamente diante do avanço do novo coronavírus no país. Com o aval do Ministério da Agricultura e apoio de diversas Secretarias Estaduais, responsáveis pela fiscalização, o Instituto recomendou que as unidades de recebimento operassem com metade de sua capacidade, em 24 de março. O Sistema também reduziu em 50% as devoluções agendadas, remarcando as que foram canceladas. As unidades voltaram a operar com 100% da capacidade em 27 de abril.

 

"Depois de criteriosa avaliação durante os trinta dias em que o Sistema trabalhou com operação reduzida, o Instituto concluiu que as unidades podem retomar as atividades integrais de forma segura", explica o diretor-presidente do inpEV, João Cesar M. Rando. “As atividades de logística reversa são realizadas em regiões distantes dos centros de convivência social (zonas rurais ou industriais) e os postos de trabalho dos operadores nas unidades já são afastados um do outro. Além disso, não há aglomerações, já que o procedimento de devolução das embalagens é feito com um agricultor por vez", afirma Rando.

 

 

 

 

 

As medidas adotadas, que incluem educação aos funcionários e aos agricultores, mostram que estamos tomando os cuidados necessários para contribuir com o combate à disseminação da doença

Antonio Carlos do Amaral

Cuidados adicionais

Todas as medidas adotadas aconteceram com agilidade para garantir a segurança de todos os elos da cadeia agrícola e o funcionamento do Sistema. “O inpEV divulgou materiais em seus canais de comunicação para que todos fossem rapidamente informados sobre as novas orientações. O Instituto segue avaliando em tempo real todas as mudanças de cenário e estabelecendo ações contínuas de segurança, comunicação e educação para assegurar que o Sistema Campo Limpo siga em funcionamento de forma efetiva e segura”, afirma o diretor-presidente do Instituto, João Cesar M. Rando.

 

Nas unidades de recebimento, os funcionários atuaram em esquema de rodízio, reduzindo a circulação de pessoas, e adotaram todos os cuidados especiais no recebimento, conforme orientações do Ministério da Saúde. Entre as medidas preventivas ainda em vigor, estão a disponibilidade de recipientes com álcool em gel em todos os ambientes, a restrição do acesso e manutenção de distância de segurança entre os funcionários e agricultores, e a realização de Diálogos Diários de Segurança com as equipes das unidades, garantindo disseminação de informações e materiais sobre a covid-19, orientações e formas de prevenção.

 

Além da recomendação para que os funcionários usem máscaras em todos os seus deslocamentos, o Instituto também transmitiu orientações sobre como agir na unidade no momento de atender o agricultor: devem usar máscaras ao recebê-los; explicar os cuidados que a central adotou em relação ao coronavírus; pedir para que os motoristas fiquem no caminhão; e enviar os recibos por e-mail, sempre que possível, evitando a circulação do agricultor que antes tinha que ir até o escritório.

 

 

Na central de Aurora (SC), motorista recebe cartão de agradecimento pelo trabalho no Sistema

Na central de Aurora (SC), motorista recebe cartão de agradecimento pelo trabalho no Sistema

 

 

Ao retomar as atividades, as unidades funcionam com portões fechados para reduzir o risco de aglomerações, e todos são orientados a utilizar os ambientes comuns, como vestiário e refeitório, em esquema de rodízio e mantendo a distância mínima de 2 metros. “As medidas adotadas, que incluem informações aos funcionários e aos agricultores, mostram que estamos tomando os cuidados necessários para contribuir com o combate à disseminação da doença. Com isso, o Sistema Campo Limpo continua funcionando com segurança e eficiência”, destaca Antonio Carlos do Amaral, gerente de Operações do inpEV.

 

“Estamos todos juntos, agricultores, revendedores/cooperativas, fabricantes e governo, trabalhando para preservar a saúde da população brasileira”, enfatiza Rando.

 

 

 

 

Conscientização e agradecimento

 

Ainda para combater a propagação do vírus, o inpEV vem atuando na conscientização dos públicos do Sistema Campo Limpo, por meio de campanhas educativas que compartilham informações preventivas. Além de divulgar conteúdos informativos nas redes sociais, por e-mail marketing e por aplicativos de mensagens instantâneas, o instituto desenvolveu materiais educativos sobre a doença para os funcionários (peças para as unidades, conteúdos para os Diálogos de Segurança).

 

Material divulgado pelo inpEV informa sobre as recomendações contra a covid-19

Material divulgado pelo inpEV informa sobre as recomendações contra a covid-19

 

 

Também foi realizada uma ação de agradecimento, que constou na distribuição de um cartão com pequeno mimo aos motoristas, funcionários das centrais, de recicladoras e de incineradoras, que seguiram trabalhando nesse período. “A ação teve efeito extraordinário, atingindo não só os colaboradores da central, que permaneceram produzindo e atendendo os agricultores com eficiência, mas também os motoristas, que são parte essencial no nosso Sistema e em toda a economia brasileira”, ressalta Bianca Costa, supervisora da central de Ituverava, gerenciada pelo inpEV.

 

BIANCA COSTA, SUPERVISORA DA CENTRAL DE ITUVERAVA (SP) À FRENTE DE SUA EQUIPE, QUE RECEBEU CARTÃO DE AGRADECIMENTO DO SISTEMA CAMPO LIMPO

BIANCA COSTA, SUPERVISORA DA CENTRAL DE ITUVERAVA (SP) À FRENTE DE SUA EQUIPE, QUE RECEBEU CARTÃO DE AGRADECIMENTO DO SISTEMA CAMPO LIMPO

 

MOTORISTA DA PLASTIBRAS MOSTRA CARTÃO RECEBIDO EM AÇÃO QUE AGRADECE DEDICAÇÃO NESTE MOMENTO

MOTORISTA DA PLASTIBRAS MOSTRA CARTÃO RECEBIDO EM AÇÃO QUE AGRADECE DEDICAÇÃO NESTE MOMENTO

 

 

Na recicladora Plastibras, a ação também foi bem recebida. “Diante do cenário que todos estamos enfrentando, são os pequenos gestos que fazem uma grande diferença”, destaca Tuanny Ketlenn Ludgero da Silva, analista de qualidade da Plastibras.

 

Segurança nos recebimentos itinerantes

O cuidado para evitar a transmissão do novo coronavírus está presente nas ações de recebimento itinerante. As recomendações são para que organizadores adotem cuidados extras, como fornecer máscaras para receber os agricultores, disponibilizar álcool em gel para todos, montar a mesa de preenchimento dos recibos de entrega, evitar aglomeração e desinfetar constantemente a mesa de trabalho com álcool líquido 70%.

 

As pessoas que organizam as filas devem explicar sobre os cuidados que estão sendo tomados, manter 2 metros de distância entre as pessoas, instruir para que um veículo por vez se aproxime do local de devolução e que as pessoas fiquem em seus veículos durante a operação.

 

VEJA TAMBÉM NESTA EDIÇÃO

inpEV e Abrampa, juntos para aprimorar a gestão de resíduos sólidos

inpEV e Abrampa, juntos para aprimorar a gestão de resíduos sólidos

João Cesar M. Rando Diretor-presidente do inpEV

Agilidade para cuidar de todos

Estudo de Ecoeficiência confirma benefícios ambientais do Sistema Campo Limpo

Estudo de Ecoeficiência confirma benefícios ambientais do Sistema Campo Limpo

Abrampa valoriza a contribuição do inpEV para a gestão de resíduos sólidos

Abrampa valoriza a contribuição do inpEV para a gestão de resíduos sólidos

Atleta do Projeto Ajudô passa em seletiva do clube Palmeiras

Atleta do Projeto Ajudô passa em seletiva do clube Palmeiras

inpEV apresenta o Sistema Campo Limpo em evento do governo paulista

InpEV promove palestra sobre reforma tributária para associados