inpEV marca presença na I Conferência Internacional de Resíduos Sólidos

Executivos da entidade participam de dois painéis, um sobre responsabilidades e obrigações descritas na Política Nacional de Resíduos Sólidos e outro sobre financiamento para os processos de logística reversa.

São Paulo, março de 2022. O inpEV, Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, levará para a CIRSOL - I Conferência Internacional de Resíduos Sólidos - sua experiência na logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, tornando o Brasil referência mundial ao destinar corretamente 94% este tipo de material.

Durante o evento, que será realizado em Recife (PE), de 16 a 18 de março, o diretor-presidente do inpEV, João César Rando, e o gerente de Logística Reversa, Mário Fujii, participam de dois painéis distintos.

No dia 16/03, das 17 às 19 horas, o Diretor-presidente da entidade será um dos debatedores da mesa-redonda Sistemas regulados X sistemas não regulados - vínculos com obrigações legais, que discutirá as diferenças na implementação e na assunção de responsabilidades das obrigações listadas no artigo 33 da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) entre as cadeias reguladas e as não-reguladas - embalagens em geral.

No dia 17/03, das 14 às 16 horas, o Gerente de Logística do inpEV participa do painel Estratégias Privadas de Financiamento, com foco na Lei nº 12.305/10, traz a figura da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. Ele levará para o debate a expertise do inpEV como gestor do programa de logística reversa do Sistema Campo Limpo.

Sistema Campo Limpo e inpEV

Fundado em 2002, o inpEV, Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, é a entidade responsável pela gestão do Sistema Campo Limpo, programa de logística reversa dos fabricantes de defensivos agrícolas. Instituição sem fins lucrativos, é formada por mais de 140 fabricantes e nove entidades representativas da indústria, distribuidores e agricultores.

Atua com base no princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição), com apoio do poder público.

O Sistema Campo Limpo conta com mais de 260 associações de revendas e cooperativas e atende cerca de 2 milhões de propriedades agrícolas (de acordo com o censo agrícola de 2017), em todos os locais do país.

No Brasil, existem mais de 400 unidades fixas de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas: 99 centrais e 312 postos. Paralelamente, são realizados recebimentos itinerantes em várias localidades, o que facilita o acesso de agricultores localizados em áreas mais distantes das unidades fixas de recebimento. Em 2020 foram cerca de 3,9 mil.

O Brasil é referência mundial. De março de 2002 até dezembro de 2021 cerca de 650 mil toneladas de embalagens vazias foram destinadas adequadamente. Isso representa 94% das embalagens plásticas primárias colocadas no mercado. Deste total, 93% são destinadas para reciclagem e apenas 7% de incineração.

Em 2021, cerca de 53 mil toneladas de embalagens foram destinadas corretamente, sendo os principais estados: Mato Grosso (26%), Paraná (13%), São Paulo (11%), Rio Grande do Sul (11%) e Goiás (9%).

Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br , no Facebook, Youtube e Instagram.

Informações para a imprensa:
Hill +Knowlton Brasil
Adriane Froldi - adriane.froldi@hkbrasil.com.br
Celular / WhatsApp: 11 99105 7831


Fonte: