inpEV anuncia início das operações de central sustentável em Guariba (SP)

São Paulo, setembro de 2022 Começou a operar no dia 12 de setembro a nova central de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas em Guariba, região de Ribeirão Preto (SP), sob a gestão do inpEV.

Em novo endereço, onde também foi inaugurado em dezembro de 2021 o Museu do Sistema Campo Limpo, a central conta com cerca de 1,2 mil m2 de área construída e capacidade para destinar de forma ambientalmente correta 700 toneladas/ano. A unidade anterior na cidade foi a primeira a operar no Brasil e desde sua implementação, em 1994, era gerenciada pela Coplana (Cooperativa Agroindustrial).

A nova central foi projetada incorporando conceitos de sustentabilidade e layout totalmente adequado aos processos inovadores implementados ao longo dos anos pelo inpEV. “A unidade terá uma miniusina fotovoltaica, que produzirá energia limpa para abastecer a central de Guariba e mais as unidades paulistas de Araçatuba, Araraquara, Ituverava e São José do Rio Preto. Com uma potência instalada de 38 mil kwh/ano, vai permitir grande redução de custo”, explica Weider Santana, coordenador regional de Operações do inpEV.

Weider destaca que foram instalados dois sistemas sustentáveis para economia de água e energia: um para captação de água da chuva para uso em sanitários e outro de aquecimento solar para os chuveiros dos vestiários. O inpEV também ficará responsável pela conservação de uma área verde municipal anexa à central, com mais de 3,5 mil m².

Weider destaca que foram instalados dois sistemas sustentáveis para economia de água e energia: um para captação de água da chuva para uso em sanitários e outro de aquecimento solar para os chuveiros dos vestiários. O inpEV também ficará responsável pela conservação de uma área verde municipal anexa à central, com mais de 3,5 mil m².

“Ela representa o investimento permanente do inpEV em inovação e trará ainda mais eficiência para o Sistema Campo Limpo, que em mais de duas décadas de existência, destinou corretamente a marca histórica de 690 mil toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas, o que equivale a 94% das embalagens primárias comercializadas no Brasil”, completa Weider.

Confira o endereço da nova central de Guariba e do Museu do Sistema Campo Limpo

Avenida Antonio Ribeiro Netto, 21, Distrito Empresarial Governador Mario Covas, Guariba, SP

O Sistema Campo Limpo e inpEV

O Sistema Campo Limpo (SCL) é o programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas, que tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes, registrantes e canais de distribuição), com apoio do poder público.

O Sistema conta com mais de 260 associações de revendas e cooperativas e atende cerca de 2 milhões de propriedades rurais em todo o País, de acordo com o censo agrícola de 2017.

Fundado em 2002, o inpEV, Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, é a entidade gestora do Sistema Campo Limpo, com o processo regulamentado pela Lei Federal de Agrotóxicos nº 7.802 e seu decreto regulamentador 4.074/02. É uma instituição sem fins lucrativos, formada por 140 fabricantes e nove entidades representativas da indústria, distribuidores e agricultores.

Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br, no Facebook, Youtube e Instagram

Contatos assessoria de comunicação

Hill + Knowlton Brasil
Adriane Froldi – adriane.froldi@inpev.com.br
Celular: (11) 99105-7831


Fonte: